sábado, 19 de janeiro de 2008

Atenção para o top de 3 segundos... TOP. TOP. TOP.



O ano de 2008 é um ano de eleições... e eleições significam o retorno dos programas partidários obrigatórios, exibidos - forçosamente - em horário nobre nos canais de TV. A seguir, descrevo algumas semelhanças e uma diferença, que pude estabelecer entre esses programas e a Arca de Noé:

São 40 dias e 40 noites (aproximadamente, nos períodos em que somos submetidos ao horário político obrigatório e exatamente, na Arca) de puro Tédio!

O horário político decorre, também, provavelmente, de um castigo divino!

Ambos têm um comandante barbudo, que sobreviveu no final e salvou vários bichos, sem contar o fato de que sua família inteira recebeu as benesses do poder (lembrem-se: era para ser apenas dois de cada espécie!).

Apesar das promessas de dias melhores, depois da chuva, e depois do horário político, tudo continuou igual!

Tanto a Arca, quanto as obras dos candidatos à reeleição foram construídas sem licitação!

Os bichos, feito os políticos, dentro da "arca/governo" até que convivem muito bem, embora um queira comer o outro vivo (no bom sentido, se é que existe um bom sentido, tanto na Arca, quanto na política!).




Chega de semelhanças! Uma diferença: Uma navega no mar diluviano. O outro, no MAR DE LAMA!



Sérgio Ferreira da Silva

Um comentário:

Renato Lacerda Ferreira disse...

Já que assistiu a "Stranger Than Fiction", e falando em arca de Noé, não deixe de assistir a "A volta do todo-poderoso". Excelente filme.

Quanto ao texto, idem!
Só acho que o horário político é mais engraçado que ficar fechado numa arca cheia de bichos embaixo de um toró lascado.