sábado, 14 de novembro de 2009

Landmark

Um landmark (grotescamente traduzido como "marca da terra") pode ser entendido como uma regra imutável, um ponto de referência, um conhecido monumento ou construção antiga, delineador de uma filosofia, ou sentimento comum, um prédio famoso em uma cidade qualquer... Enfim, são várias definições que caminham de mãos dadas. O tema de Friburgo em 2008, na categoria em que concorro, foi "Semblante" e uma das trovas que classifiquei foi a seguinte:


O chão batido,... a porteira,...
o teu semblante... e o destino...
são os marcos da fronteira
entre a saudade... e um menino!

Reflita, então, e procure nas suas lembranças quais são os seus "landmarks". O que ficou de todas as suas vivências e contatos interpessoais?O que é marcante hoje?

A última pergunta eu me fiz... e, para o mesmo concurso, mandei uma outra:


Numa foto digital,
teu semblante, em luz e cor,
é saudade virtual,
no microcomputador...


Boas reticências para você!

Um comentário:

Graça disse...

Para sempre estão marcadas
tua face e meus anéis
nessa foto amarelada
enfeitando meus papéis...

Parabéns, Sérgio, são duas ricas trovas!!
Um de meus landmarks poderia bem ser este que acabo de fazer... o que acha???
Boa noite e é sempre um prazer estar aqui.
Grata por visitar-me!